Colunista

Elizabeth Misciasci

Ponto de Encontro

Arquivo

Drogas e Corrupção

Postado por Elizabeth Misciasci em 26/04/2011 00:08:00

Por:*Célio Pezza

O Departamento de Estado dos EUA divulgou em março de 2011 seu relatório anual referente ao ano de 2010 sobre a situação das drogas e corrupção em diversos países do mundo.

Este relatório é feito com base em informações do próprio sistema de inteligência norte americano e também considera informações oficiais dos países.

Afeganistão
-O maior produtor de ópio é o Afeganistão, com perto de 6.000 toneladas/ano.

México
-O México tem o primeiro lugar na produção de maconha, com mais de 20.000 toneladas/ano.

Bolívia, Colômbia e Peru,

Com relação à cocaína, os maiores produtores são Bolívia, Colômbia e Peru, produzindo perto de 200.000 toneladas de pasta de coca e 700 toneladas de cocaína pura.

No caso da maconha, tem um dado da própria Polícia Federal brasileira que estima que um investimento de US$ 11 mil em uma plantação de maconha dá um lucro de US$ 350 mil.

Diante de tanta droga produzida, fica fácil entender porque a humanidade está passando pelos problemas atuais.

Corrupção, crime organizado, destruição de todos os valores, degradação da espécie humana, tudo tem a ver com estes números.

E, tudo bem detalhado, com informações que ao ver de um leigo, seriam mais que suficientes para um combate realmente efetivo. Ao ler este relatório tão minucioso, concluímos que é tanto dinheiro envolvido, que não interessa nem a quem o elaborou acabar com este mercado. Acho que vamos continuar gerando relatórios cada vez mais completos, cheios de gráficos, informações detalhadas e fazendo reuniões para definir estratégias e planos de longo prazo, sem ter como objetivo principal acabar com a produção e distribuição das drogas no mundo.

Este relatório faz uma análise de cada país e no caso específico do Brasil, cito alguns pontos:

Brasil
O Brasil faz fronteiras com os três maiores produtores de cocaína e tem uma importância vital como distribuidor.
Este relatório mostra que o trânsito ilegal das drogas tem aumentado significativamente através do Brasil.

Quanto ao consumo, o Brasil é o maior consumidor da América do Sul e estimam que 1% da nossa população é viciada em cocaína ou crack e 2,6% é viciada em maconha.

Corrupção: o índice atual do Brasil é de 3,7em

Já com respeito à corrupção, de acordo com a organização internacional Transparency o índice atual do Brasil é de 3,7em uma escala de 0 a 10.
Esta escala indica que quanto menor o índice, mais corrupto é o país.

Vejamos abaixo os índices de alguns países:

Nova Zelândia, Singapura, Finlândia, Suécia = 9,2 a 9,3 (menos corruptos)

Canadá, Austrália = 8,7 a 8,9.

EUA, Alemanha, Japão, Chile = 7,2 a 7,9.

Brasil, Itália= 3,7 a 3,9.

Argentina = 2,9, Venezuela = 2,0 e assim por diante.


É triste ler relatórios com tantas informações, e saber que no próximo ano será emitido outro "mais bonito", com mais gráficos e detalhes e que o cenário deverá ser o mesmo.

*Fonte de Informações: international narcotics control strategy reports e e (corruption perception index).

*Estes relatórios atualizados de 2011, estão à disposição nos links:

www.state.gov
(international narcotics control strategy reports)
e
www.transparency.org
(corruption perception index).


*Célio Pezza é escritor (www.celiopezza.com), com formação acadêmica em Química e Administração de Empresas. Comente o artigo em: www.celiopezza.com/blog

Breve Resumo sobre o escritor Célio Pezza

Em seus romances e contos de ficção aborda alguns temas polêmicos e leva o leitor a pensar sobre a vida e rever valores na busca de um mundo melhor.

O escritor Célio Pezza é brasileiro, casado e pai de dois filhos.
Seu primeiro livro, A Nova Terra, foi publicado em 1999. Já no ano seguinte o autor publicou seu segundo livro, O Conselho dos Doze. Em 2006 Célio Pezza inovou ao publicar no exterior seu livro de contos de ficção, The Seven Doors.
Em 2008 este mesmo livro chegou ao Brasil em português com o nome As Sete Portas. Ainda no mesmo ano o autor lançou seu romance Ariane, onde aprimora ainda mais seu estilo de misturar ficção com situações do nosso cotidiano.
No ano de 2009 Célio Pezza lançou seu mais recente livro, A Palavra Perdida, sendo recebido com grande sucesso de crítica e considerado a maior obra do autor até o momento.

- "As coisas inesperadas acontecem mais freqüentemente do que a gente espera." {Célio Pezza}

Site Oficial de Célio Pezza: cpezza.com
Twitter: twitter.com/celiopezza

Edição, Diagramação, Arte e Publicação:
Por: Elizabeth Misciasci
Da Redação Revista zaP!
imprensa@revistazap.org

Comentários (1)

Ver Comentarios deste Post  Comentar este Post  Enviar para  Amigos  Imprimir este Post

antispam.br

7534273

12