Premio zaP 2015

Os cem mais de 2015

São Paulo, 30 de Dezembro de 2015

"... A Revista zaP! Bem como o Projeto zaP! Buscam abordar com prioridade a vida das Mulheres que se encontram na condição de pessoa presa, e Egressa, que após cumprirem suas penas, provaram que a Reabilitação é possível."


"..(1).O que posso afirmar sem nenhum medo de pecar, é que como Voluntária do Sistema, Presidente do Projeto zaP e ativamente atuante desde 1986, tenho milhares de exemplos de pessoas que após saírem dos cárceres se reabilitaram e mudaram os rumos de suas vidas, sendo sim, referenciais para que outros não entrem para o mundo do crime. Acredito e PROVO que a reabilitação é possível e o sistema não é em todos os lugares uma instituição falida. Sou pelo bege, amarelo, laranja e verde, não tenho qualquer interesse em diferenciar ou querer saber os que privados de liberdade aderiram ou fazem parte, não me atento a nenhuma facção ou partido, nem entro no mérito. Da mesma forma que entro em uma unidade prisional, e lá realizo meu trabalho, faço da mesma forma em qualquer outra, tendo apenas como meta contribuir e não incentivar, julgar ou apoiar quem já foi julgado e esta cumprindo sua pena..."
       
 Prêmio zaP! A todos os que verdadeiramente voltados ao bem comum, rogando clamam, indignados bradam, em respeito protestam, e pelo direito a dignidade da pessoa humana, exigem. Numa total demonstração de coragem, trabalham, com garra, para a construção de um mundo melhor, ansiando, colaborando e buscando com fervor a Paz Universal!


Os Cem Mais 2015 - Prêmio zaP!
Zelo, Amor e PAZ
30/12/2015

Apresentação Por Elizabeth Misciasci
A proposta apresentada à UNESCO (ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO A CIÊNCIA E A CULTURA) pretendeu para mais esse Projeto  Prêmio zaP!, deferimento com reconhecimento e Referenda por priorizar, (atuar e objetivar principalmente dando dimensão, pela forma compartilhada e abrangente), a fim de incansavelmente contribuir com a cidadania, ao Promover a Cultura.
Para anuir nomes declinados, assentindo indicações, reconhecendo estes, através:

- Homenagens aos que exercem (não ignorando, mas sim), orientando e ofertando assistência social indiscriminada.

- Valorizando e reconhecendo os que atentos reivindicam e clamam por Justiça social.

- Respeitando, e com louvor manifestando honra aos que de alguma forma, promovem, (sem concorrência e rivalidade) a cultura, atuantes, propagando nossas artes e artistas, (não pela ascensão pessoal, nem para se autopromoverem), e sim, para difusão possibilitando o reconhecimento das classes, obras, autores e, seus representantes.

- Denotando valores eméritos, aos cidadãos que focando as serias e problemáticas gerais, demonstram solidariedade, e as compartilham com anseio de reversão e solução.

- Priorizando todos aqueles que promovendo, criando, propondo, manifestando, incentivando, divulgando, colaborando, construindo, respeitando, publicando, propagando, apoiando, seja por ações, criações artísticas, trabalhos sociais, comunicações, voluntariado, praticas religiosas, ativismo, enfim, representam a grandeza humana, de forma geral pelo bem comum, com pensamento e atitudes em favor de todas as classes sociais, respeitando os respectivos princípios de cada qual, sempre e indiscriminadamente, pelo coletivo.

Por conseguinte,

- A todos os que verdadeiramente voltados ao bem comum, rogando clamam, indignados bradam, em respeito protestam, e pelo direito a dignidade da pessoa humana, exigem. Numa total demonstração de coragem, trabalham, com garra, para a construção de um mundo melhor, ansiando, colaborando e buscando com fervor a Paz Universal!

Este deve ser o perfil dos candidatos, e possíveis selecionados.

Chegando a final, e pelo percentual de votos e indicações, serão então os laureados pelo Prêmio zaP!, Exemplificamos com temas explanados, demonstrados, e devidamente descritos. Por fim, delineamos em pouquinho de nossos Homenageados, suas ações, condutas ilibadas e, altruísmo. Descrevemos os critérios, que utilizamos, bem como, os requisitos, obrigatórios, pelas regras parciais exigidas e critérios.

  O Prêmio zaP!.

Mais uma Vez, Neste Ato,

Eu, Elizabeth Misciasci, expresso em meu nome e em nome de todos os que se empenharam mais uma vez para que pudéssemos prestar esse humilde gesto, nossa gratidão, respeito, reconhecimento a todos vocês homenageados Profissionais da mais alta competência e Seres Humanos da Melhor qualidade, que nos Honram, como sempre engrandecendo e abrilhantando mais um capítulo dessa história!

 

Abaixo a relação dos CEM MAIS do Prêmio zaP de 2015. Relação dos Cem Mais do Ano de 2015 pela Revista zaP!

 

 Aarão Castro

 Abilio Pacheco

 Aecio Kauffmann

 Andreia Aparecida Silva Donadon Leal

 Angela Guedert de Araujo

 Antonio Carlos De Luccas

 Antonio Carlos Lousada

 Antonio Carlos Santana

 Artur Gomes

 Caco Barcellos

 Cal Titanero

 Carlos Leite Ribeiro

 Carlos Lúcio Gontijo

 Carmo Vasconcelos

 Celia Pessoa

 Celia Maragam

 Cida Correa

 Claudia Gomes

 Claudia Montes

 Clevane Pessoa de Araújo Lopes

 Daniele Correa

 Delasnieve Daspet

 Dilza Marin

 Divani Pavesi

 Dora Medeiros

 Doroty Dimolitsas

 Édison Pereira de Almeida

 Edson Carlos Contar (Edson Alkontar)
 
 Efigênia Coutinho

 Eliane Gonçalves

 Eliane Teoforo

 Elizabeth Metynoski

 Eupideo Castro

 Everi Rudinei Carrara

 Gabrielle Simond

 Gustavo Dourado

 Ivan Faustine

 Ivan Tolentino

 Ivan Velasco Mendes

 Jessiel Veloso

 João Carlos Ribeiro

 João Roberto Santos

 João Roberto Selentiano

 Jose Luiz Datena

 Jose Luiz Roselen

 José Marangonelli

 José Renato Guimarães

 José Renato Sátiro Santiago Junior

 Lanilde Soares

 Lilian Roberta Mendes

 Liria Porto

 Lu Lena

 Luiz Antonio Cardoso

 Marcia Regina Moreira

 Marcia Regina Santos Pinho

 Marcio Marcelo do Nascimento Sena

 Maria Clara Julião

 Maria Emilia Santana

 Maria Felix Fontele

 Maria Luiza Bonini

 Marilena Poseidante

 Marilza Albuquerque de Castro

 Mario Capelluto

 Mario Carabajal Lopes

 Mauricio Rondão

 Miguel Rubio

 Myrian Benatti

 Nadir D"Onofrio

 Nancy Cobo

 Nara Lindouff Cunha

 Olegário Santos Neto

 Patricia Moreira

 Raimundo Pereira

 Regina Tieko

 Renato Baptista

 Ricardo Bonadie

 Roberto Santana

 Roberto Soares Almeida

 Rogério Tadeu

 Sandra Amadeu

 Sandra Antonioli

 Sandra Cassaro

 Sandra Dantas

 Sandra Domingues

 Sergio Reis

 Sidnei Piedade

 Silva Neto

 Silvia Leite

 Silvia Regina Costa Lima

 Sonia Medeiros Imamura

 Soninha Porto

 Tereza Paskovichi

 Valdeck Almeida de Jesus

 Valmir Salaro - Jornalista

 Vânia Moreira Diniz

 Vera Morgasson

 Vera Ramirez

 Veronica Machado

 Wilson C. Araujo

 Zenaide da Luz

 Zeny Olivaro

Veículos zaP!

A Revista zaP! Bem como o Projeto zaP! Buscam abordar com prioridade a vida das Mulheres que se encontram na condição de pessoa presa, e Egressa, que após cumprirem suas penas, provaram que a Reabilitação é possível.

Na verdade, a Revista zaP! Nasceu de um Projeto social voluntário que leva o mesmo nome desta e vem tentando através do Portal e respectivos Boletins, mostrar entre outros, como é a vida entre grades, e a condição da Mulher enquanto cumpre o que a Lei determinou. Todo o trabalho aqui apresentado brotou da necessidade de mostrar a sociedade o que se têm feito no Sistema Prisional Feminino e as respostas obtidas. Claro que não limitamos este espaço, muito contrariamente, mesmo porque, há muito, o zaP! Foi ganhando amigos, parceiros e principalmente leitores, o que indubitavelmente também nos permitiu "ousar" e não tornar as informações aqui prestadas como fixas e desatualizadas. A nossa intenção então, se estende e assim sendo, vamos nos moldando, procurando cada vez mais diversificar sem sair do mérito principal.

O Portal que traz a Revista Eletrônica zaP! Conta com uma equipe de profissionais colaboradores da melhor qualidade, que com empenho, ética, carinho, e principalmente respeito, vêm atuando para que possamos oferecer o que há de melhor aos que aqui chegam.

Para que se tenha uma breve noção do portal, gostaríamos de apresentá-lo abordando dois temas de suma importância, uma referente ao trabalho voluntariado e outra sobre as perspectivas da Mulher encarcerada. Os artigos seguem abaixo, porém, desde já agradecemos a consideração da sua visita, reafirmando nossos mais sinceros votos de Boas Vindas, e esperando que você retorne sempre, afinal... A casa é Nossa!

Por Elizabeth Misciasci